sábado, 3 de setembro de 2011

Patchwork

Patchwork 

A técnica do Patchwork consiste em trabalhar com retalhos. Nesse trabalho é possível usar e abusar de cores, formas e texturas. 
O resultado é surpreendente.
O Patchwork é utilizado cada vez mais em elementos de decoração.

Alguns cuidados que se deve ter ao fazer o Patchwork:

Placas de corte e réguas devem ser mantidas sempre em local plano para evitar que empenem, tesouras cortadores devemos guardar em local seguro (principalmente se tiver crianças em casa). 
Moldes, riscos e projetos devem ser guardados em uma pasta para não os perdemos, pois fazemos um trabalho hoje que poderemos querer repetir depois.
Devemos se possível, anotar em um caderno a quantidade, cor de tecido e técnica usada em um trabalho ou por uma pequena etiqueta no verso do trabalho com os dados da peça.
Tecidos: de preferência aos 100% algodão (tricoline é o mais recomendado). Devemos lavar com água e sabão neutro e passar antes de usar. Devemos sempre ter em mãos a quantidade de tecido necessário para o trabalho.
Podemos usar tecidos lisos, estampados, xadrez, listrados, floral, poás, desenhos geométricos ou o que sua imaginação desejar. • Linhas próprias para quilt e máquina de costura devem ser 100% algodão.
Sempre que começar um novo trabalho coloque uma agulha nova na máquina isso evitará pequenos furos (por agulha rombuda), o que poderá comprometer seu trabalho final.
Quando acabar de fazer uma peça, revise todo o trabalho para, verificar manchas, riscos, linhas sem arrematar e etc... 
Faça um saco de tecido de forro para guardar suas peças. Isso irá conservá-la por mais tempo e irá valorizar seu trabalho caso desejar vender sua peça.










quarta-feira, 22 de junho de 2011

Fim da produção de lâmpadas incandescentes não exigirá troca de soquetes

Está previsto que até o final de 2016 as lâmpadas incandescentes deixem de ser fabricadas no Brasil.

A Idéia é a redução do consumo. Uma Lâmpada incandescente consome cinco vezes mais energia do que uma lâmpada halógena e a LED.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Escolhendo a TV: LCD, Led ou Plasma

LCD 
Tornou-se a tecnologia dominante do mercado. É mais brilhante, sendo ideal para ambientes mais claros. Na tela de LCD, como sempre há uma luz interna ligada, o preto é, na verdade, um cinza bem escuro. Em compensação, ela tem mais brilho que outros modelos de TV. Reflexos vindos de uma janela, porta ou corredor não aparecem na tela e não atrapalham quando você está vendo seu programa favorito. No entanto, dificilmente aparece nos aparelhos superiores a 50”.
Plasma 
O brilho é menor, porém o contraste é melhor que o LCD. Alguns modelos podem apresentar manchas no plasma com o passar dos anos, sobretudo quando causado por imagens estáticas, como de jogos de videogame ou logos de televisão. O ângulo de visão é melhor, mas pode refletir sombras vindas de corredores e janelas. A tecnologia é usada em modelos superiores a 50”.
Led 
É uma tecnologia que mistura o melhor do LCD e do Plasma, criando televisores super finos. A tecnologia é responsável por contraste de cor bem maior que o Plasma e brilho maior que o LCD. A desvantagem atual está no alto preço desses aparelhos, que chegam a custar R$ 1 mil mais caro que as outras tecnologias.
A TV de Plasma e de LED, por terem células independentes, possuem maior grau de contraste: o preto é mais preto, não cinza. Em ambientes escuros isso faz diferença, pois torna a imagem cheia de cores vivas e reais.
Se você pretende colocar sua TV num ambiente iluminado, essa informação é vital: numa LCD, se você for assistir TV próximo a uma janela, você não verá reflexo na tela, diferente do modelo de Plasma e LED.
As TVs de Plasma possuem maior ângulo de visão, ou seja, você continua vendo a imagem realista mesmo assistindo da lateral da TV. Portanto, para ocasiões onde muitas pessoas se juntarão em volta de uma tela, essa é a opção ideal.
O tempo de resposta de uma TV e Plasma é menor em comparação a qualquer outro modelo, o que faz com que imagens dinâmicas (esportes, por exemplo) sejam melhor visualizadas.

Consumo de Energia:
Outras dicas essenciais
Já que os modelos de LCD e LED são os mais variados, vale a pena calcular quantas polegadas você realmente precisa ou qual a distância ideal da sua TV.
Existe uma maneira de saber qual a distância saudável para você. Primeiro você calcula o tamanho de sua tela em centímetros (1 polegada = 2,54 cm). Depois, multiplica o resultado por 3. Você vai chegar a um valor que é a distância mínima que deve haver entre os olhos e a TV.
Então, na hora de escolher o tamanho da tela, pense na disposição do sofá em relação à parede ou ao local de onde você pretende fixar o aparelho.

Termos que vale a pena você conhecer antes de comprar
Fique de olho nos atributos abaixo para saber como comparar um modelo de TV com outro.
Cabo HDMI: Esse é o mais usado para sistemas digitais. Ele tem diversos conectores internos e por isso transmite as mais definidas imagens que existem.
Cabo Vídeo Componente: É uma conexão que, por separar o sinal de vídeo em três canais, aumenta a qualidade da imagem. Consegue reproduzir imagens de alta definição.
Contraste: conhecido como contrast ratio, mede qual a diferença entre o branco mais branco e o preto mais escuro da tela. Quanto maior o valor, melhor a qualidade da imagem.
Taxa de atualização: o refresh rate, medido em Hz/Hertz, é a quantidade de quadros por segundo que a tela pode mostrar. Quanto maior o valor, melhor será a fluidez de imagens.


Resumindo:


TV de Plasma: São indicadas para locais mais escuros, pois suas cores são mais vibrantes. Por ter um ângulo de visão privilegiado, é possível assistir a TV de todos os cantos do ambiente.


TV LCD: Aparelhos de LCD são ideais para locais mais claros e ambientes maiores. Além disso, são mais leves.
TV LED: Para quem gosta de filmes e jogos de vídeo game vai adorar a LED, pois a sua imagem é de alta definição e 100% digital. E ainda é mais fina e econômica.



Calculando o tamanho e a distância ideal.





O tamanho da tela de uma TV é calculado pela sua medida em diagonal. Transforme o número de polegadas em centímetros:


O tamanho da tela de uma TV é calculado pela sua medida em diagonal. Transforme o número de polegadas em centímetros:




1 polegada equivale a 2,54cm.


Polegadas da TV x 2,54 cm = tamanho da TV em cm.


Exemplo: TV 32 polegadas x 2,54 cm = 81,8 cm.


Para descobrir a distância ideal entre a TV e o sofá multiplique o tamanho da TV, em centímetros, por 3.


Tamanho da TV em cm x 3 = distância em metros.


Para uma TV de 32 polegadas que tem 81,3 cm, o cálculo seria: 81,3 cm x 3 = 243 cm - Equivale a 2,43 metros.


Fontes e Créditos:

sexta-feira, 4 de março de 2011

Escolhendo a TV

São tantas as opções de tv no mercado que as pessoas ficam confusas em qual modelo escolher.

LCD, PLASMA, LED... Sabemos que são aparelhos modernos, porém o que difere um do outro? Físicamente são todas iguais, com exceção do peso.

Tecnológicamente já apresentam suas diferenças.


A TV LCD
Os aparelhos de LCD são ideais para locais mais claros e ambientes maiores. Além disso, são mais leves.
Se você tem aquela sala que reúne a família toda para assistir uma novela, jornais, ou outro tipo de programas mais familiares, esse é o tipo ideal.

A TV de Plasma
Os aparelhos de Plasma são indicadas para locais mais escuros, pois suas cores são mais vibrantes. Por ter um ângulo de visão privilegiado, é possível assistir a TV de todos os cantos do ambiente. Ideal para apartamentos com salas inetradas pequenas em que a distância entre o aparelho da tv e o sofá são as mínimas aceitáveis e existem sofás, cadeiras ou poltronas dispostas em vários pontos do ambiente.

TV LED
Já a TV de LED é ideal para quem gosta de filmes e jogos de vídeo game vai adorar a LED, pois a sua imagem é de alta definição e 100% digital. E ainda é mais fina e econômica.

Quantas feiras teremos em 2017 :-)

De olho nas feiras de 2017. Logo mais inicia a via-sacra  :-) # agendaprojplan   # eventos2017   # agendaprojplan2017   # mobiliário # desig...